ESG: Você muito provavelmente já deve ter ouvido diferentes pessoas mencionarem essas três letras, mas afinal o que elas significam? A sigla ESG advém do termo em inglês Environmental, Social and Governance – ou, em português, ASG, referindo-se à Ambiental, Social e Governança.

No mundo dos investimentos, investimento ESG é aquele que incorpora questões ambientais, sociais e de governança como critérios na análise, indo além das tradicionais métricas econômico-financeiras e, com isso, permitindo uma avaliação das empresas de forma holística. Basicamente o que as empresas e investidores vêm comentando é que essa sigla veio para ficar e será cada vez mais um fator central das discussões.

ESG: As principais perguntas e respostas

A sigla ESG advém do termo em inglês Environmental, Social and Governance

Caso você esteja se familiarizando com o termo, separamos abaixo algumas perguntas e respostas essenciais que te ajudarão a entender melhor o tema e sua relevância.

O que é ESG?

A sigla ESG advém do termo em inglês Environmental, Social and Governance – ou, em português, ASG, referindo-se à Ambiental, Social e Governança.

  • Fatores ambientais: uso de recursos naturais, emissões de gases de efeito estufa (CO2, gás metano), eficiência energética, poluição, gestão de resíduos e efluentes.
  • Fatores sociais: políticas e relações de trabalho, inclusão e diversidade, engajamento dos funcionários, treinamento da força de trabalho, direitos humanos, relações com comunidades, privacidade e proteção de dados.
  • Fatores de governança: independência do conselho, política de remuneração da alta administração, diversidade na composição do conselho de administração, estrutura dos comitês de auditoria e fiscal, ética e transparência.

Por que ESG é tão relevante?

No mundo dos investimentos, investimento ESG é aquele que incorpora questões ambientais, sociais e de governança como critérios na análise, indo além das tradicionais métricas econômico-financeiras e, com isso, permitindo uma avaliação das empresas de forma holística.

  • Vemos um número de razões estruturais pelas quais a participação dos investimentos que levam em consideração as questões ambientais, sociais e de governança continuará a aumentar, tornando-se uma realidade também no Brasil. 
  • O engajamento dos investidores e o comportamento dos consumidores está levando as empresas a se reinventarem
  • A regulação força, cada vez mais, os tópicos ESG na agenda de investimentos, visando um futuro sustentável

Quer aprofundar o conceito?

Leia este conteúdo detalhado, que explica um pouco melhor a pauta ESG e sua importância.