Em um mundo com opções demais e tempo de menos, a tendência é que passemos a prestar menos atenção em tudo, para apenas perceber o que é, de fato, marcante. O empreendedor, autor e agente de mudanças Seth Godin mostra como a era digital mudou a maneira de fazer marketing em um mundo onde tornar-se notável é o grande desafio. Confira!

Não interromper as pessoas, não falar para as massas, mas entender que agora o consumidor detém o poder. Buscar um nicho e encontrar nele pessoas que se interessem no que você tem para dizer. Confira!

Seth Godin: 15 ideias sobre o Marketing na Era Digital

Seth Godin e o Marketing na Era Digital

#1. “Marketing costumava ser a mesma coisa que publicidade, mas não mais. Marketing é o ato de fazer um produto ou serviço sobre o qual valha a pena falar.”

#2. “O marketing que funciona é aquele que as pessoas escolhem prestar atenção.”

#3. “Encontrar maneiras novas e mais inteligentes de interromper as pessoas não funciona.”

#4. “O que você tem que fazer agora é descobrir quem se importa. Quem vai levantar a mão e dizer ‘eu quero saber qual é a próxima coisa que você vai fazer’.”

#5. “A essência do marketing hoje é contar uma história para as pessoas que querem ouvi-la, de uma forma que ressoe com elas para que elas respondam ou se conectem a você ou contem para os amigos.”

#6. “Marketing de permissão é permissão real, o privilégio – não o direito, mas o privilégio – de entregar histórias personalizadas, antecipadas e relevantes para pessoas que querem recebê-las. Não para todos, não por spam (…) mas por ganhar a atenção de uma pessoa de cada vez; é o privilégio de tornar-se visível. Se quem recebe acha que é spam, então é spam… É assim que se sabe se você tem o privilégio: ‘Nós sentiríamos sua falta se você desaparecesse?’”

#7. “As pessoas que conseguem espalhar suas ideias – independentemente de que ideias sejam – vencem.”

#8. “A Internet pega o boca-a-boca e eleva em um fator 1.000… todos os dias.”

#9. “Não grite para as massas; sussurre para poucos. As pessoas vão escolher falar sobre as coisas. Entregue suas ideias.”

#10. “Não podemos vender tudo para todos. O mercado se dividiu. Ao invés de mudar radicalmente como a mídia mudou, a maioria das empresas mudou apenas um pouco. As empresas públicas e privadas que crescem rápido e tiveram grande impacto nos últimos cinco anos (e-Bay, Instagram, Facebook e Amazon) são construídas ao redor de tribos conectadas. Conectam as pessoas que compartilham uma paixão e um interesse. Todos os seres humanos querem sentir como se são parte de algo.”

#11. “Não procure clientes para seu produto. Encontre produtos para seus clientes.”

#12. “Como você pode desperdiçar mais um dia sem tirar vantagem das maiores mudanças na nossa geração? Como você ousa se acomodar por menos quando o mundo tornou tão fácil ser extraordinário?”

#13. “Qualquer pessoa que pense em contratá-lo (…) vai se perguntar se você é a melhor escolha. Melhor no seguinte sentido: melhor para ela, neste momento, com base no que ela sabe e acredita.”

#14. “Se você não estiver na primeira, segunda ou terceira das páginas de busca, você é invisível.”

#15. “Existem estratégias comprovadas que produtos genéricos usam para que sejam mais fáceis de serem encontrados por alguém quando procuram. Dar o nome de um livro com várias palavras-chave no título, por exemplo, para que organicamente ele se posicione para aquelas palavras. A alternativa é criar um produto que ganhe reputação suficiente para as pessoas escolherem falar sobre ele e procurar sobre ele. Não algo como ele, mas ele. Legal ser encontrado. Essencial ser procurado.”

Confira uma TED Talk em que o Seth Godin mostra porque, quando se trata de capturar nossa atenção, ideias bizarras são mais bem-sucedidas que ideias comuns.

Veja Seth Godin no TED Talks:

https://www.ted.com/talks/seth_godin_on_sliced_bread?language=pt-br

Leia também:
Consultoria de SEO e otimização de sites
– Saiba como um consultor de marketing digital e redes sociais pode ajudar sua empresa